História 7º ano

quinta-feira, março 08, 2007

O COLISEU ROMANO

Denominado Anfiteatro de Flávio e edificado entre as colinas Palatino e Célio, o Coliseu de Roma deve a designação por que é conhecido ao facto de se situar próximo da colossal (daí colosseo) estátua de Nero.
É, de todos os anfiteatros romanos, o que apresenta maiores dimensões. A sua construção foi iniciada em 70 d. C, por ordem do Imperador Vespasiano e inaugurado, pouco antes de concluído, por Tito, no ano 80.
Arquitectonicamente, era formado, inicialmente, por três andares, com a capacidade para quarenta e cinco mil espectadores, sendo-lhe acrescentado um outro andar na época de Severus Alexander e Gordanius III, o que elevou a capacidade do anfiteatro para cerca de noventa mil pessoas. A planta é elíptica (oval), medindo cada um dos dois eixos, cento e noventa metros, o maior e cento e cinquenta e cinco metros, o menor. A fachada apresenta colunas das três ordens arquitectónicas (dórica, jónica e coríntia). No interior, os assentos eram de mármore e a escadaria dividia-se em três partes, destinando-se cada uma a uma classe social: o podium, para a classe mais elevada, onde se localizava a tribuna imperial, ladeada pelos lugares dos senadores e dos magistrados; a maeniana, para a classe média; e os portici, em madeira, para os pobres e mulheres. O acesso às diferentes zonas era facilitado pelas rampas, que estavam protegidas por barreiras e por arqueiros. No cimo da construção havia mísulas, ainda visíveis actualmente, que seguravam a cobertura de lona que protegia do sol (o velarium). Nos subterrâneos, com corredores labirínticos, situavam-se as jaulas, as celas e as galerias onde se guardavam as armas e os instrumentos usados durante os espectáculos.
Como o edifício não se encontrava “enterrado” em nenhuma zona de encosta, era circundado por um “anel” artificial de rocha, estrutura que, para além de garantir a segurança do edifício, servia de ornamento e de condicionador da entrada dos espectadores.
Os materiais usados na construção do Coliseu foram o mármore, a pedra travertina, o ladrilho e o tufo calcário.
O Anfiteatro Flávio era o espaço onde decorria uma série de espectáculos e de jogos, alguns violentos e desumanos: combates entre gladiadores, entre estes e feras, entre cristãos e feras e combates navais, dado que, situando-se o edifício sobre o lago da casa de Nero, a arena dispunha de um óptimo sistema de drenagem que, quando fechado, retinha as águas pluviais, permitindo, assim, a realização de combates navais.
Os combates até à morte de um ser humano foram proibidos desde 404, passando a ser massacrados apenas animais como leões, panteras e elefantes.

Constrói um pequeno texto em que demonstres, a partir das informações que te forneço e dos conhecimentos que possuis, que o Coliseu era um monumento grandioso.

Manifesta a tua opinião sobre o facto dos cristãos serem lançados às feras na arena do Coliseu.

2 Comments:

At 7:51 da tarde, Anonymous Anónimo said...

Vocês podiam botar mais curiosidades ( lendas ) sobre o coliseu

 
At 7:52 da tarde, Anonymous Anónimo said...

Você podiam botar mais curiosidades sobre o coliseu seus burros sem cultura!

 

Enviar um comentário

<< Home